Vai uns nachos aí?

Uma gostosa receita de nachos supreme para ficar igualzinho ao dos restaurantes.

Um beijo com gostinho de doritos! Língua de fora

Como transformar leite condensado em...

Olá a todos, renasci das cinzas, assim como a fênix. Eu gosto de voltas triunfais. Ehehehe... brincadeiras à parte, depois de uma vida corrida cobrindo eleições, acredito que agora conseguirei postar mais no meu blog e cozinhar mais também!

Mas, para começar, vamos falar de doce, que, acredito eu, todos precisamos adoçar a vida de vez em quando. Eu, mais do que nunca.

Vocês sabem como transformar leite condensado em doce de leite? Pois é, conversando com dois colegas de trabalho hoje, fiquei sabendo que eles não sabiam... como assim, gente? É uma coisa muito "minha infância". Naquelas tardes sem nada pra fazer, lá ia minha mãe cozinhar leite condensado pra mim, era tão bom.

Mas, vamos lá, é simples. Pegue uma lata industrializada de leite condensado, tire o rótulo e, de preferência, a cola que fica, sabe? Coloque água em uma panela de pressão de maneira que cubra a lata. Coloque no fogo. Depois que pegar pressão, pode deixar tipo por 1 hora ou mais, depende do seu gosto pro ponto do doce de leite: mais duro ou mais mole (sem trocadalhos), aí você aumento ou diminue o tempo de cozimento.

Feito isso, abra a lata, espere o doce esfriar, de preferência, e coma como e quando quiser... puro, no pão, com queijo, em cima do bolo... divirta-se, afinal, doce de leite é bom de qualquer jeito e a qualquer hora!

Espero estar aqui com mais freqüência.

Um beijo com gostinho doce!

Dia dos solteiros e comida

Dia 15 de agosto é dia dos solteiros. Pois é, até isso inventaram, mas eu acho muito justo. Se os apaixonados, abobalhados, compromissados, abestalhados, digo, os namorados têm uma data só pra eles, é conveniente que os solteirões também tenham! E tem muita, mas muita, muita gente mesmo que é solteira por opção. E é feliz assim. E eu acho que tanto namorar quanto estar solteiro tem seus prós e contras. Sair sem dar satisfação e fazer o que quiser com os amigos... por outro lado não ter ninguém para fazer cafuné, nem mandar e-mails apaixonados.

E pensando bem profundamente nesta data, acho que o dia dos solteiros têm tudo a ver com comida! Ahahahahaha... vocês devem estar pensando o que essa louca está falando. Pois é, pegarei o meu próprio exemplo, porque eu sou solteira e uma comilona inveterada! E quer programa melhor do que depois daquela saída entre solteiros sair pra comer uma guloseima bem gostosa? Putz, não tem! Várias vezes o programa entre as amigas solteiras é jantar fora... e aí vão várias opções: restaurante japonês, italiano, fast food, mexicano, tailandês etc etc etc...

Além disso a gente também adora fazer programinhas informais em casa para falar mal dos homens, dos relacionamentos, dos namorados e... comer: fondue, chá da tarde, pães e bolos exóticos! E os homens? Ah, eles também. Depois do futebol, que rola entre os casados e os solteiros, os "amarrados" têm que ir embora porque a patroa já está ligando e a solteirada vai fazer aquele churrascão...

Ser solteiro, além de ser feliz, é poder comer bem, já que você não gasta seu rico dinheirinho com a pessoa amada, pode gastar indo em restaurantes chiques e saindo pra balada depois. Ou ir pra balada e bater aquele sanduba na lanchonete "descolada" depois da farra.

Ser solteiro é tudo de bom. Você, solteiro, que anda pelos cantos cabisbaixo à procura da pessoa amada, sai dessa vida e vem comer bem com a gente!

E eu nem vou vir com aquela história de você agarrar alguém pelo estômago! Não! A idéia aqui é você comemorar a noite dos solteiros com seus amigos solteiros e sair ileso no dia seguinte, sem estar "amarrado" à ninguém, dia dos namorados é em junho, helloooooo. Não acredita? Bora lá!

Dicas simples e bacanas para comemorar a felicidade de estar solteiro... comendo!

Petisquinho
Sabe a lingüiça toscana? Pois é, tem um jeito que ela fica maravilhosa, quer saber qual? Corte em duas, não abrindo ao meio e sim dividindo em duas partes mas deixando-a inteira. Espalhe-as em uma forma de alumínio, corte cebolas em pedaços grandes, bem desajeitadas, regue com cerveja e coloque por cerca de 40 minutos no forno convencional. Uma delícia para acompanhar uma cervejinha.

Fácil, fácil...
Outra coisa bem fácil... bruschettas! E nem precisa ser com pão italiano, faça bruschettas com pão amanhecido. Corte os pães como se fossem torradas, o pão italiano é maior, por isso cabe mais recheio, que é completamente pessoal, mas darei uma dica. Regue com azeite, coloque uma fatia de parma, um pouco de muçarela de búfala, folhinhas de manjericão e coloque mais azeite por cima. Deixe no forno por uns 25/30 minutos. Pronto! Acompanhe com o vinho da sua preferência.

Caliente
E pra terminar... Quer arrasar? Faça burritos improvisados. Compre um praticíssimo produto da Pullman chamado Rap 10, são massinhas prontas que dá pra fazer uma série de coisas. Dentro da massinha você coloca a carne moída, feita da maneira que você está acostumado, pode carregar na pimenta (se quiser!), já que a origem dos burritos é mexicana. Feche-as ao meio e coloque no forno. Caso queira, pode acrescentar queijo prato ou cheddar em cubinhos. Um pouco de guacamole também faz muito bem, fazê-lo é simples, amasse meio abacate em ponto de purê, adicione tomate e cebola em cubinhos, tempere com limão, pimenta de cheiro e sal a gosto. Coloque na geladeira e pronto! Coma com os burritos e com doritos.

O segredo da boa comida é: menos é mais. Acho que na vida também é assim. Seja menos preocupado, menos arrogante, menos implicante, meu caro solteiro, certamente você será mais feliz! E tenho dito.

Um beijo com gostinho de solteirice!  

Comidas chinesas exóticas...

Olá! Ainda em ritmo de Olimpíadas, apesar das sucessivas perdas dos brasileiros, heheheheh, hoje posto as comidas exóticas que a "Lu na China" (virou seu nome, Lu) me enviou.


"Fruta do dragão" que aqui no Brasil é dificílima de achar,
eu já procurei pacas, mas gosto mais do outro nome dela, pitaya!
Essa fruta é linda, gente, é pink por fora e parece sorvete de flocos
por dentro. Arrasa!


O que vocês imaginam que seja esse mamãozinho fechadinho assim tão bonitinho?
.
.
.
.
.
Sem idéia?


Doce de saliva de passarinho! Inimaginável, não?

Leia o post da Lu sobre o dia em que ela, que é completamente vegetariana, comeu o tal doce estranho.

Espero que vocês tenham gostado da valiosa contribuição chinesa da Lu para este humilde blog gastronômico. Se você tem fotos de comidas estranhas, pode mandar pra mim também que eu posto! Deixa um comentário que eu entro em contato!

E, aproveitando estes ganchos temáticos, preparem-se, dia 15 de agosto é dia do solteiro, portanto... post especial!

Um beijo com gostinho de mamão papaya!

Em clima de Olimpíadas

Olá pessoal, o Trivial Fenomenal também está em ritmo olímpico. Minha amiga Lu, do ótimo blog Lu na China, me mandou fotos de comidas bonitas e diferentes lá do outro lado do mundo. Vou fazer a postagem em duas partes.

A Lu é de Campinas e foi morar em Beijing este ano. Ela está trabalhando como voluntária na delegação de Portugal e contando histórias hilárias, adoro o blog dela, leiam que vão curtir.

Hoje vai a primeira parte, mais normalzinha!!! Enjoy, people.


Pizza quadrada vegetariana


Chocolate gelado


Bolos de padaria...


... mais bolos...


... são lindos, não?

Amanhã eu coloco o resto das fotos, com guloseimas mais exóticas!!!

E dá-lhe Brasil!

Um beijo com gostinho de pizza!

 

Ateliê de brigadeiros gourmet

Sim, minha gente, o brigadeiro sofreu upgrade e agora é iguaria gourmet!!! Essa é a idéia do Ateliê Maria Brigadeiro, que combinou blends dos melhores chocolates do mundo com segredos de mãe, avó e técnicas de patissêrie. São mais de 30 (!) receitas de brigadeiro super sofisticadas.

Desde os mais tradicionais (chocolate amargo, branco e ao leite), outros vintage, como o sabor de fava de baunilha com crocantes de chocolate e ovomaltine; passando pelas castanhas (com pistaches, pinoli e amendoim); pelos etílicos (ê Lei Seca!) e chegando até os exóticos (sim, com wasabi, eca!).

A doceira dona da idéia é Juliana Motter, que transformou a diversão da minha adolescência (fazíamos brigadeiro e comíamos na panela quando viajávamos de turma pra praia, eca, que nojo!) em negócio lucrativo e chique! Meu, mas que idéia genial.

Não sou chocólatra, aliás prefiro pastéis, coxinhas e tortas aos doces, mas confesso que me deu água na boca todos esses tipos de brigadeiro diferentões! Pelo que eu entendi, esses doces não são vendidos, tem que ser encomendados e tem umas embalagens tão lindas!

Quer entrar no site? Clica na imagem!

Maria Brigadeiro

Se alguém quiser me dar de presente, sinta-se à vontade.

Um beijo com gostinho de chocolate!

Em tempo: este não é um post pago, ok? Fi-lo por achar os brigadeiros extremamente bonitos e, tenho certeza, gostosos! Se alguém experimentar, me diz, tá?

O fatídico almoço de domingo

Domingo é dia de... acordar tarde, passear com o cachorro, tomar sorvete, assistir Faustão e almoço caprichado!

Eu e mamãe confabulamos olhando minha super pasta de receitas e resolvemos por fazer uma inédita: Nhoque de forno. A receita se assemelha bastante à uma lasanha, porém com massa de nhoque. Tinha tudo pra dar certo! Isso mesmo, TINHA...

Fui ao mercadinho, comprei o que faltava e começamos a labuta culinária. Até aí, tudo bem, a receita parecia perfeita, fácil, e o resultado seria fantástico.

Nhoque de forno

1 quilo de batatas cozidas e amassadas
2 ovos
4 copos de farinha de trigo
1 pouco de sal
2 colheres de maizena
2 colheres de margarina
4 colheres de queijo ralado
1 colher de fermento em pó industrializado

Amassar bem, forrar o pirex com margarina, colocar uma camada de massa, 150 gramas de presunto e 150 gramas de mussarela. Terminar com a massa e levar para assar. Quando tirar do forno, colocar molho e queijo ralado.

Não parece boa? Estranhamos que não levava leite, mas, enfim... fizemos.

Nhoque de forno
As batatas prontas para serem cozidas

Nhoque de forno
Minha mãe mexendo a massa toda

Nhoque de forno
O pirex já pronto para ir ao forno

Nhoque de forno
A receita pronta, parece apetitosa, não?

Nhoque de forno
A mesa posta!

Nhoque de forno
O meu prato (modesto)!

Tudo parecia lindo, até darmos a primeira garfada! Aí a decepção corroeu o meu coração e o da mãe , tanto trabalho pra isso???

O problema foi o seguinte, como era muita massa embaixo, muita mesmo, (talvez tenhamos exagerado um pouco), ela não cozinhou no forno, já que vai farinha de trigo, precisa cozinhar, né?  Pois é, na hora de comer ficou bem ruim! A massa ficou crua, sendo assim, não descia de jeito nenhum!!! Ehehehehe... no almoço foi embaçado... e na janta resolvi deixar mais tempo no forno em fogo bem baixo pra ver se a massa enfim cozinhava, que nada, nem assim!!!

Nhoque de forno
A parte de dentro, crua!!!

O resumo da ópera foi que sobrou mais da metade da forma que foi jogada no lixo na segunda-feira, nem o Pipoca, meu dog, quis comer, hehehehe, imaginem a situação! Além disso, a frustração pela receita falida foi grande pra mim! Fiquei triste... e sabe o pior? Fiquei sem marmita pra segunda-feira, saco!

Bom, talvez essa receita de Nhoque de forno fiquei por muito tempo ainda marcada na memória de minha família... ... talvez ela se perca pra sempre nos confins da minha pasta de receitas, talvez ela nunca mais seja feita, quem mandou dar errado? Isso me lembrou uma certa história de um certo camarão doce... eu juro, a culpa não foi minha e de mamãe, mas sim da tosca receita... droga!

Espero voltar com postagens mais freqüentes pra contar histórias de receitas bem-sucedidas, por favor!

Um beijo com gostinho de nhoque (cozido, de preferência)!

Fotos de doces (meio velhas)

Olá amigos leitores, Maria Clara me mandou estes dias duas fotos de alguns doces que comemos durante nossas andanças gastronômicas... e sei que estou falhando com este blog, ando sem tempo de cozinhar e tampouco de sair para comer, um saco!  Mas na medida do possível, volto às atualizações normais.

Doce de abelhinha 
Este doce foi a Maria que comeu quando tomamos um café no Shopping Villa-Lobos, digam se não dá até dó de comer tal artesanato gastronômico, hein?

Sobremesas
E estes aqui foram as sobremesas que comemos no dia em que fomos no Tollocos, rodamos meia São Paulo para acharmos o lugar ideal, hahahaha, e foi mesmo, o petit gateu foi meu, uma delícia e os waffles com doce de leite, pêssegos e muito chantilly eram da Maria e da Larissinha, divinos, mas muito, muito doces.

Aonde foi? No Milk & Mellow.

Um beijo com gostinho de doce, muito doce!

Um hambúrguer saudável, que tal?

Cientistas criam hambúrguer saudável semelhante ao original

da Efe,
em Buenos Aires


Cientistas da Universidade Nacional de La Plata, na Argentina, desenvolveram um hambúrguer saudável, livre de gorduras saturadas e que já foi aprovado pelos consumidores infantis. (até aí, ótima idéia, aprovada!)

Os cientistas afirmaram ao jornal "Clarín", de Buenos Aires, que nos testes de degustação foi determinado que o novo produto mantém o sabor dos hambúrgueres comuns, mas é mais saudável. (nossa, será perfeito)

O produto, preparado em laboratório, é elaborado à base de carne bovina magra de primeira qualidade, com óleos de origem marinha (pescado) e vegetal (girassol). (em laboratório, poxa vida, fazer o quê, né? São as modernidades)

Ao contrário dos hambúrgueres convencionais, não possui amido, o que o torna apto para o consumo por parte de diabéticos. "O produto oferecerá à indústria de alimentos uma alternativa segura, saudável e de boa qualidade", disse Alicia Califano, integrante do Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Criotecnologia de Alimentos da Universidade de La Plata, encarregada do projeto. (sensacional, alternativa para os amigos diabéticos se deliciarem com o fast food)

"Para a população será uma opção para uma melhor qualidade de vida em todas as idades", explica. O "hambúrguer saudável" passou nos testes de 40 crianças e adultos que o degustaram e compararam seu sabor, textura e qualidade com os hambúrgueres convencionais. (40? É muito pouco)

Califano afirmou que foram feitos testes para garantir a industrialização e a comercialização em massa do produto no mercado, que terá um custo cerca de 25% e 40% superior ao dos hambúrgueres comuns. (sabia que tinha algum ponto negativo: o preço! Ser saudável/light é sempre, sempre, invariavelmente mais caro)

Os cientistas também estudam como desenvolver salsichas de carne bovina e de frango magras com procedimentos semelhantes ao do hambúrguer saudável.

É, amiguinhos, talvez esta idéia do hambúrguer saudável pegue, mas, por que não pesquisarem também uma maneira deste acesso ser mais global, né? Para todos os gostos e bolsos!

Um beijo com gostinho de transgênico!

Tollocos, ô loco, uma delícia

Na semana passada, no sábado dia 26/04/2008, fomos para mais uma aventura gastronômica, ou melhor, uma desbravação gastronômica: comida mexicana. Li, há algum tempo no Resenha em 6, sobre o restaurante Tollocos que era muito baratomelhor que o El Kabong. Fiquei curiosissíma. Afinal, o El Kabong é bem caro, mas delicioso, como bem já citei aqui. Pois bem, fomos nós (eu, Maria Clara e Larissinha) conhecer o tal Tollocos.

Fica na Augusta, bem perto do Espaço Unibanco de Cinema, do Pedaço da Pizza, sabem? O esquema do restaurante é tipo fast food. Você faz o pedido no caixa, paga e aguarda ser chamado pela senha, em um espacinho apertado. Assim que é chamado, pode subir e deliciar-se com os nachos nas mesinhas do lugar, mas não se empolgue, não vá em turma, há poucas mesas, é bem apertado.

O que impera são os combos, divididos em médio, grande e max tollocos, nesse combo você pode escolher alguns dos burritos criados pelo chef, além disso, tem direito a nachos, um molho (guacamole, sour cream, pico de gallo etc) e um refrigerante. Você também pode montar o próprio burrito, à vontade, mas aí não faz parte do combo.

Burrito
Burrito Max Tollocos

Burrito   Burrito
Mais burritos

O meu pedido foi um combo médio, o burrito escolhido foi o nº 1, Burro Texano , carne grelhada, molho barbecue, queijo cheddar e chilli e beans. Fiquem tranqüilos, não é muito ardido. O molho para acompanhar os nachos foi guacamole, e de quebra também pedi um taco de carne com guacamole.

Nachos e guacamole
Nachos e guacamole

O burrito é bem gostoso, gostei bastante da textura da massa e do sabor, impecável!, os nachos, bom, sinceramente, prefiro doritos comprado no mercado, o guacamole faltou um pouco de tempero, mas nada que prejudicasse o sabor, o taco, apesar de a massa estar meio murcha, estava muito bom.

As meninas que me acompanharam também gostaram das respectivas escolhas, a Maria, faminta que estava, acabou optando por um Max Tollocos, que é um burrito enorme, sim, a moça até teve que colocar vários pedaços de durex  pra ajudar a fechá-lo, hehehehe. Claro que ela não aguentou comê-lo inteiro.

O lugar é bacana, comemos bem e por cerca de R$ 18,00 matei minha vontade de comida mexicana. É aquele típico local de fim de balada, vale a visita! Mas, que a resenha que li exagerou, ah sim, exagerou, o El Kabong é mais gostoso sim. Mas em tempos de pouca grana, nós nos contentamos com o Tollocos mesmo.

Larissinha""
Larissinha com seu combo!

Maria Clara
Maria mandando ver nos nachos

Eu!
E eu, feliz e contente, no Tollocos

Serviço:
Tollocos Comida Mexicana
Rua Augusta, 1524
Telefone: 3283-1620
http://www.tollocos.com.br

Um beijo com gostinho de taco!

Coxinhas e caipirinhas

Hummmm... quer coisa melhor que beber bem e experimentar um petisco delicioso? Foi isso que aconteceu na sexta-feira, dia 11/04/2008, quando fomos no Veloso Bar, que se auto-intitula como tendo "a melhor caipirinha de São Paulo". Talvez seja pretensão, afinal Sampa é grande pra caramba e pra ser a melhor, uh lá lá, tem que ser "A" melhor, mas, enfim, o dia em que eu trabalhar só degustando bebidas pra escrever resenhas posso dar uma opinião mais embasada, mas que a caipirinha deles é mega boa, isso é sem dúvida!

Fomos eu, Maria Clara, Mariana, Aline, Luciana e Bia. Combinamos que cada uma pediria de uma fruta: kiwi, tangerina, lima da pérsia, jabuticaba, frutas vermelhas, limão e pra finalizar, uma de tangerina com pimenta dedo de moça. Todas com Smirnoff Black.

Excelente, bem feita, com as doses certas de vodka, gelo e fruta. E os sabores muito bons. A melhor? A de tangerina, creio eu. Mas sem pimenta, a ardidinha não fez muito meu tipo!

Foto by Mariana
As majestosas caipirinhas

E para completar a noite, não poderiam faltar as coxinhas. Sim, Mariana e Maria Clara dizem ser a melhor de Sampa. Como disse acima (e repito), não sei, quanto mais experimentar, mais embaso minha opinião. Para mim ela ficou pau a pau com a coxinha da Brasileira, tradicional padaria do grande ABC. Massa deliciosa, percebe-se que com bastante batata, recheio farto e frita no ponto certo, nem demais, nem de menos. Uma pena eu ter comida a deliciosa pizza à moda do Jóia antes de ir... depois conto sobre a pizza... são outros 500!

Foto by Mariana
Esta é a coxinha!

De qualquer forma, valeu muito a noite pelas coxinhas, pelas gostosas caipirinhas e, claro, pela bela companhia. É divertidíssimo sair só com mulheres, o assunto recorrente sempre acaba sendo os homens, hehehehe, só pra variar.

Foto by Mariana
Eu e Maria Clara com as caipirinhas

Um beijo com gostinho de coxinha!

Minha especialidade

Certa vez contei aqui sobre a minha especialidade na cozinha, aquela que todo mundo elogia e tal. Já dei a receita, mas nunca havia colocado uma foto sequer. Portanto, aí vai. Fiz o delicioso Gratinado de Frango no sábado (12) para meu pai e meu irmão.


Este é o famoso frango!

Posso ser sincera? Ficou bom pra caramba. À receita eu adicionei apenas uma colher de requeijão cremoso, posso te garantir que ficou com a consistência mais cremosa e todos aprovaram. Ficou extra bom! No meu prato tinha arroz, frango e salada de beringela, que é uma outra delícia, ela é assada, tem azeitonas, uva passa e bastante azeite, mas essa é receita da minha mãe, depois coloco aqui para vocês.


Esta é a deliciosa salada de beringela


E este foi o meu pratinho de pedreiro

Um beijo com gostinho de frango!

Que tal um espetinho de bicho-da-seda?

Você encarava um espetinho de bicho-da-seda? Escorpião? Cigarra? Cavalo-marinho? Pois é, o Tas foi lá pra China e encarou. Disse que tem gosto de camarão... será?

Se bem que ele também mostrou uma batata-frita comprida, quente e com pimenta. Bem diferente da nossa... esses são os nossos anfitriões olímpicos! Bom apetite.

Um beijo com gostinho de escorpião!

Noite mexicana

Neste sábado (15), resolvemos (eu e Larissa) fazermos uma noite mexicana porque ela, há umas duas semanas atrás, me deixou com muita vontade . E eu estive sonhando esse tempo todo com guacamole e nachos. Pois bem, mas dessa vez quem mandou na cozinha foi a Larissa... aê, muito bem. Ela foi a responsável pelo chilli e pelo guacamole, aliás, muito gostosos.

Eu bem que procurei tequila no mercado para acompanhar, mas não achei. Tuuuudo bem, comemos nossas iguarias mexicanas com coca-cola mesmo, aliás, muuuuita coca-cola. Para quem não sabe, a base da comida mexicana é a pimenta, por isso, a coca-cola foi um personagem nada secundário no nosso jantar.

No nosso jantar mexicano tinha: chilli, nachos, guacamole e burritos. Um detalhe importante que o nosso chilli foi feito sem feijão, por um consenso majoritário, e com muita pimenta por culpa do sr. Babu, o degustador que disse que estava faltando... E os burritos, sim, foram improvisados pela minha pessoa! Como não tenho as receitas da Larissa, vou passar as do site TudoGostoso: chilli aqui e guacamole aqui. Os nachos são doritos mesmo, para quem não sabe.

Os burritos foram feitos super rapidamente com uma massa da Pullman chamada Rap 10, praticidade pura. No site do produto tem várias receitas, tanto doces quanto salgadas, veja lá. Pois bem, eu peguei a carne moída que a Larissa estava preparando para o chilli, acrescentei um tomate e uma cebola e dei mais uma refogada, optei por não colocar pimenta! Isso é questão de gosto, viu galera?! Feito isso, só coloquei a carne na massinha de Rap 10, dobrei ao meio e coloquei no forno para dourar. Ficou gostosinho, viu? 

Abaixo, seguem algumas fotos dessa nossa tentativa de jantar mexicano, deliciem-se:


A mesa posta e bonitinha


O apimentado chilli


O delicioso guacamole, apesar de a aparência ser
meio estranha, confiem, é bom!


Os nachos = doritos!


Os burritos improvisados...


O prato pronto, hummmm... dá-lhe coca-cola!

 
Rodrigo se acabando no chilli


Eu e Larissa posando para a foto mexicana...

Apesar dos pesares e da pimenta, estava tudo uma delícia. E para finalizar a noite, assistimos "Ratatouille"... sensacional, não?!

Nossa próxima empreitada é uma noite de comida japonesa feita pelas minhas próprias mãos, em abril farei um curso, podem apostar que meus sushis e temakis farão sucesso...

Um beijo com gostinho de guacamole!

O maior hambúrguer do mundo

Um restaurante de Detroit, nos Estados Unidos, entrou para o "Livro Guinness dos Recordes" por servir o maior hambúrguer do mundo. O sanduíche está no cardápio do restaurante e precisa ser encomendado com 24 horas de antecedência, já que são necessários vários funcionários, trabalhando por 12 horas. A guloseima pesa 60 quilos e custa US$ 350, o equivalente a quase R$ 600.


Hambúrguer recordista
Foto do maior hambúrguer do mundo


Hambúrguer recordista
Foto do maior hambúrguer do mundo


O vídeo da BBC Brasil está aqui, clica (é um pop up).

Já pensou? Será que tem alguém que encomenda um hambúrguer desse? Talvez para uma festa pra um tanto de gente seja uma opção bacanuda e diferente. Pensando no recordista hambúrguer me veio a cabeça colocar as hamburguerias que eu recomendo, como fã dessa iguaria que sou. Seguem abaixo, se tiverem mais alguma opção bacana, me digam, ok?

Burdog: tem a melhor maionese que eu já comi, uma dica é pedir sempre a dita cuja em um potinho separado, senão você se meleca inteiro.
http://www.burdog.com.br/

Fabuloso: tem uns lanches enormes e bem gostosos, a melhor opção são os combinados de duas carnes, a minha pedida é sempre o Calafrango.
http://www.fabulosolanches.com.br/

Mega Burger: tem hambúrgueres bem deliciosos, comi algumas vezes por lá, mas não são muito grandes e um pouco caros.
http://www.megaburgerabc.com.br/

America: são ótimos, diferentões, mas muito caros. Mesmo assim, altamente recomendado.
http://www.restauranteamerica.com.br/

Stop Dog: os fortes são os hot-dogs, mas os hambúrgueres também são bem bons.
http://www.lanchesstopdog.com.br/

*Update da Maria Clara e do Edson: como pude me esquecer do Pic Burger do Fifties e do velho e bom lanche do Osvaldo. Bem lembrado, amigos! Obrigada.*

Caso lembre-me de mais algum importante, dou um update no post. E vocês também agucem a minha curiosidade e comentem sobre as opções de hamburgueria por aí.

Um beijo com gostinho de bacon!

[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
BlogBlogs.Com.Br



Meu Perfil
BRASIL, Sudeste, SAO BERNARDO DO CAMPO, Mulher, de 20 a 25 anos, Portuguese, Gastronomia, Informática e Internet
Visitante número: